terça-feira, 15 de março de 2016

Novo centro de adoção de animais é inaugurado em SP



Foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (29), o novo Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos, localizado no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ-SP).

De acordo com o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Alexandre padilha, o local é moderno, ecologicamente sustentável, com centros cirúrgicos, salas pré, pós, auditório e toda uma infraestrutura para incentivar ainda mais a posse responsável. “Todos os animais que passam pelo Centro de Controle de Zoonoses são cuidados, vacinados, vermifugados, microchipados e vão com o Registro Geral de Animais (RGA)”, afirma.

A  infraestrutura específica que permitirá a preparação dos animais para adoção, tais como centro cirúrgico, salas de recepção de munícipes, administrativas e auditório, permitindo que os futuros adotantes e animais adotados tenham melhor contato.

 “O CCZ possui cerca de 350 animais para adoção, 250 cães e 100 gatos, que precisam de um lar. A nova estrutura do centro de adoção permitirá que tutores e animais tenham melhor contato”, explica Alexandre Padilha, secretário municipal de Saúde de São Paulo.

O novo Centro possui 30 canis e 24 gatis, onde os animais serão colocados para adoção. É um ambiente ecologicamente sustentável, com sistema de captação de água de chuva para lavagens e irrigação, além contar com área de ventilação planejada e iluminação natural e artificial de LED, entre outras novidades.

As novas acomodações permitirão ampla visualização e interação com os animais disponíveis para adoção, que permanecerão no centro em sistema de rodízio, para que todos os animais alojados no CCZ tenham a possibilidade de serem adotados.

Retrato do abandono


Todo cão ou gato, quando de relevância para a saúde pública, é removido para o CCZ-SP e passa por avaliação médica veterinária. Se necessário recebe tratamento, inclusive contra pulga e carrapato. Quando liberados para a adoção, estão devidamente imunizados contra a raiva, doenças espécie-específicas, vermifugados, esterilizados cirurgicamente e identificados por microchip.
Segundo o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ-SP), em 2014, 687 cães e 569 gatos ganharam um lar. Até outubro de 2015, foram adotados 570 cães e 522 gatos.

Não é possível mensurar o número de animais abandonados em São Paulo, uma vez que eles possuem características nômades, mas vale lembrar que abandono é crime previsto na Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/98, de competência dos órgãos de segurança pública.

O Centro de Zoonoses efetua remoção de cães e gatos soltos em vias e logradouros públicos em casos de agressão comprovada com laudo médico da vítima, invasão a instituições públicas ou locais em situação de risco, bem como nos casos de animais em sofrimento com doença incurável ou suspeita de transmissão de zoonoses de importância em saúde pública, conforme determina o art. 7º da Lei Municipal 15.023/09.

Adote

O processo de adoção começa com uma visita no canil ou gatil. Um funcionário mostra os animais disponíveis e faz algumas perguntas informais para estimular as pessoas a serem fidedignas nas respostas. Com o perfil do adotante estabelecido, o CCZ consegue recomendar um perfil de animal que já conheça para propor à pessoa.

Todo animal adotado do CCZ-SP tem direito a acompanhamento clínico e comportamental de 30 dias para o tratamento de doenças que eventualmente o animal pode ter encubado no período da adoção.

Os interessados em adotar devem comparecer ao CCZ (Rua Santa Eulália, 86, Santana, São Paulo – SP, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados das 9h às 15h)  levando coleira e guia para os cães e caixa de transporte para gatos, além de documentos pessoais como RG, CPF e comprovante de residência. A taxa pública é de R$ 18,50. É necessário ter mais de 18 anos.